Domingo
17 de Janeiro de 2021 - 

Controle de Processos

Usuário
Senha

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Newsletter

Nome:
Email:

Previsão do tempo

Hoje - São Paulo, SP

Máx
29ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Segunda-feira - São Paulo, SP

Máx
30ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,27 5,27
EURO 6,37 6,38
IENE 0,05 0,05
LIBRA ES ... 7,16 7,16

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . . . .
Dow Jone ... % . . . . . . .

Últimas Notícias

OAB Piauí solicita que pessoas com deficiência sejam priorizadas no Programa de Imunizações contra a Covid-19

Nesta segunda-feira (11), a OAB Piauí, por meio da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CDPD), enviou ofício ao Governador do Estado e ao Secretário de Saúde, Wellington Dias e Florentino Neto, respectivamente. No documento, foi solicitado que as pessoas com deficiência no Estado do Piauí sejam público-alvo prioritário na aplicação do Programa Nacional de Imunizações (PNI) contra a COVID-19. A Seccional Piauí argumenta que a Lei Brasileira de Inclusão (Lei n. º 13.146/2015) prevê o direito ao atendimento prioritário às pessoas com deficiência, sobretudo, com a finalidade de proteção e socorro em quaisquer circunstâncias e em todas as instituições e serviços de atenção ao público (art. 9º). Dessa forma, não contemplar as pessoas com deficiência na fase inicial de imunização contra a COVID-19 viola as normas internacionais e nacionais de proteção a esse público. Segundo o Presidente da CDPD, Joaquim Santana, as pessoas com deficiência devem ter direito e acesso a imunização com iguais condições. “Acreditamos e lutamos pela igualdade de direitos. E, especialmente nesse período de pandemia, temos que fazer valer as garantias para quem mais precisa. Por isso, é necessário garantir acesso à saúde sem discriminação e em condições de igualdade, como determina o art. 25 da Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Buscamos provocar o poder público do Estado para a inclusão dessa parcela já na fase inicial do Plano de Imunização, pelo entendimento sobre a vulnerabilidade social das pessoas com deficiência, assim como a essencialidade que o acesso à saúde seja isonômico”, explicou. O Presidente da OAB Piauí, Celso Barros Neto, explica ainda que, por meio do ofício, a OAB Piauí também destaca a sua atuação em defesa da vida e da sobrevivência das pessoas com deficiência em meio a essa situação de pandemia do coronavírus.
14/01/2021 (00:00)
Visitas no site:  2489212
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia