Sábado
15 de Agosto de 2020 - 

Controle de Processos

Usuário
Senha

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Newsletter

Nome:
Email:

Previsão do tempo

Hoje - São Paulo, SP

Máx
30ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - São Paulo, SP

Máx
22ºC
Min
16ºC
Nublado com Pancadas

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,38 5,39
EURO 6,37 6,37
IENE 0,05 0,05
LIBRA ES ... 7,06 7,06

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . . . .
Dow Jone ... % . . . . . . .

Últimas Notícias

Cuiabá e Várzea Grande estabelecem fluxo de trabalho para carga e digitalização de processos físicos

Amparadas em experiências bem-sucedidas do interior, as comarcas de Cuiabá e Várzea Grande também estabeleceram um fluxo de trabalho para carga e digitalização dos processos físicos que tramitam nestes dois fóruns. A partir desta semana, advogados, membros do Ministério Público, Defensoria Pública, e Procuradorias, poderão solicitar carga dos processos que tenham interesse, mediante assinatura de um termo de compromisso de devolução, facultando aos interessados a digitalização dos autos.   Trata-se de mais uma iniciativa do Poder Judiciário de Mato Grosso, sob a gestão do desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, de fomentar ações que tenham como objetivo ampliar o percentual de processos eletrônicos em trâmite na Justiça Estadual, que hoje é de 62%. Entre as medidas já adotadas estão a publicação da Portaria-Conjunta nº 371/2020, que contém estratégias de desmaterialização e digitalização de processos, e a Portaria nº 369/2020, que alterou o limite do tamanho dos arquivos suportados pelo Sistema PJe.   A forma de como esse fluxo de trabalho será realizado está contida na Portaria-Conjunta nº 01, de 27 de julho, assinada pelos juízes diretores dos Foros das Comarcas de Cuiabá e Várzea Grande, respectivamente Luís Aparecido Bortolussi Júnior e Eduardo Calmon de Almeida Cézar. Conforme o documento, a carga será solicitada por meio de petição, via PEA, nos respectivos autos, sendo obrigatório consignar, na área de cadastro de juntada, o tipo de protocolo denominado “pedido de carga e processo físico”.   Recebida a solicitação da carga, os autos serão encaminhados ao juízo para decisão e, caso o juiz autorize, os autos serão disponibilizados para que sejam retirados na Diretoria do Fórum. Além dos trâmites legais, a portaria considerou todos os cuidados que devem ser adotados pelos servidores do Poder Judiciário e das instituições envolvidas para que o fluxo de trabalho seja desenvolvido de modo seguro, em razão da pandemia de coronavírus.   Nesse sentido, foram estabelecidas várias regras para o momento de entrega e devolução dos processos. Os funcionários das instituições autorizados a fazerem a carga e devolução dos autos deverão ser cadastrados pela unidade judicial. O servidor do Fórum incumbido de fazer a entrega dos processos deverá usar equipamento de proteção inpidual e adotar as medidas de higiene e distanciamento físico.   Garantia de direitos - Para o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso, Leonardo Campos, a carga programada e a digitalização dos processos físicos são passos importantes para conseguir que a justiça se efetive. “É um grande desafio, nesse momento de pandemia, fazer com que o cidadão tenha acesso à justiça e garanta seus direitos fundamentais”.   Leonardo Campos destacou que essa parceria entre Poder Judiciário e OAB, para carga e digitalização de processos, teve início em junho, em comarcas menores, distribuídas pelo interior, e que o resultado foi positivo, levando as instituições a darem um passo maior, dessa vez realizando o mesmo trabalho nas maiores comarcas, como Cuiabá e Várzea Grande.   Flávia Moretti, presidente da subseção da OAB em Várzea Grande, disse que a portaria mostra a preocupação do Tribunal de Justiça estar funcionando 100% durante a pandemia. Avaliou ainda que a carga programada é uma oportunidade única para o advogado, já que ele apenas precisa escolher os processos que quer digitalizados, sem ter que aguardar a ordem cronológica.   Flávia também ressaltou a importância do sistema colaborativo de todas as instituições nesse momento de pandemia, e que Tribunal de Justiça, MP, Defensoria e OAB, estão trabalhando de forma integrada, mostrando que a justiça é um serviço essencial, que não pode parar. “Estamos nos preparando para que a primeira carga de Várzea Grande seja feita na próxima sexta-feira”, acrescentou.   Leia outras matérias sobre o assunto: Comarca de Diamantino digitaliza mais de dois mil processos físicos     Tangará da Serra inicia virtualização dos processos digitalizados com apoio da OAB        
Visitas no site:  2038465
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia