Segunda-feira
19 de Abril de 2021 - 

Controle de Processos

Usuário
Senha

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Newsletter

Nome:
Email:

Previsão do tempo

Hoje - São Paulo, SP

Máx
22ºC
Min
16ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - São Paulo, SP

Máx
22ºC
Min
15ºC
Parcialmente Nublado

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,63 5,63
EURO 6,75 6,75
IENE 0,05 0,05
LIBRA ES ... 7,79 7,79

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . . . .
Dow Jone ... % . . . . . . .

Tribunal aprova alterações acerca do Comitê Orçamentário e Gestor Regional da Política de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição

Tribunal aprova alterações acerca do Comitê Orçamentário e Gestor Regional da Política de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição Composição do órgão deverá observar a paridade entre magistrados, não podendo haver superioridade numérica de juízes do segundo grau com relação aos do primeiro Seg, 01 Mar 2021 18:34:40 -0300 O Órgão Especial (OE) do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR) deliberou sobre minuta de Resolução que altera a Resolução nº 194/2017, a qual dispõe sobre a composição do Comitê Orçamentário e Gestor Regional da Política de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição e o processo de escolha de seus membros. A proposta do novo ato normativo é de relatoria do Presidente desta Corte, Desembargador José Laurindo de Souza Netto, e foi aprovada de forma unânime na sessão administrativa do OE, realizada no dia 22 de fevereiro.  A alteração na Resolução nº 194/2017 do TJPR visa compatibilizar a sua redação com as atuais determinações da Resolução nº 194/2014 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que institui a Política Nacional de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição, em razão das alterações promovidas pela Resolução CNJ nº 283/2019.   Segundo o Chefe da Corte paranaense as alterações promovidas estabelecem, em síntese, que: “A composição mínima do Comitê Gestor Regional deverá observar a paridade entre magistrados, não podendo haver superioridade numérica de números de juízes de segundo grau com relação ao primeiro. Prazo de dois anos para o mandato, com uma recondução, assegurando a efetiva participação de magistrados e servidores indicados pelas respectivas associações.”  Além disso, a nova redação do ato normativo determina a fixação de calendário de reuniões, que deverão ocorrer em cada três meses, bem como a pulgação da pauta de discussão e das deliberações do Comitê.  As mudanças, além de observar as diretrizes do CNJ, estão alinhadas a dois dos cinco princípios norteadores da gestão do biênio 2021-2022: ‘Aumento da eficiência’ e ‘Uso racional dos recursos’.    Comitê Orçamentário e Gestor Regional de Priorização do Primeiro Grau  Conforme dispõe a Resolução nº 194/2017 do Tribunal paranaense compete ao Comitê Orçamentário e Gestor Regional de Priorização do Primeiro Grau: fomentar, coordenar e implementar os programas, projetos e ações vinculados à Política Nacional de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição; atuar na interlocução com o CNJ, a Rede de Priorização do Primeiro Grau e as instituições parceiras, compartilhando iniciativas, dificuldades, aprendizados e resultados; auxiliar a elaboração da proposta orçamentária; monitorar, avaliar e pulgar os resultados alcançados; entre outras atribuições.    A minuta da Resolução foi encaminhada à Secretaria deste Tribunal, para registro em ata, e deve ser publicada nos próximos dias. 
01/03/2021 (00:00)
Visitas no site:  2742839
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia