Quarta-feira
27 de Janeiro de 2021 - 

Controle de Processos

Usuário
Senha

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Newsletter

Nome:
Email:

Previsão do tempo

Hoje - São Paulo, SP

Máx
31ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - São Paulo, SP

Máx
33ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva a

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . . . .
Dow Jone ... % . . . . . . .

PJ finaliza Planejamento Estratégico de 2021/2026

TJSP estabelece diretrizes, objetivos e metas.   O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco, na última terça-feira (1°), reuniu integrantes do Conselho Superior da Magistratura, juízes assessores das áreas e servidores para a apresentação de propostas das novas diretrizes, objetivos e metas que o Poder Judiciário estadual buscará cumprir no seu Planejamento Estratégico de 2021 a 2026. O material será submetido à análise, discussão e aprovação do Conselho Superior da Magistratura e do Órgão Especial, ainda neste ano.   As diretrizes, os objetivos e as metas foram detalhadamente expostos pelo juiz assessor da Presidência (Planejamento e Gestão) José Augusto Genofre Martins e pela responsável pela Diretoria de Planejamento, Carmen Giadans Corbillon. Ao todo são cinco diretrizes, 22 objetivos e 44 metas que abrangem três tópicos: recursos, processos internos e sociedade. Segundo o juiz Genofre, “toda uma equipe se empenhou para capturar os desejos e as expectativas que temos para o Judiciário nesse período de 2021 a 2026.” Muitas e muitas reuniões com todos os setores do TJSP antecederam a apresentação desse trabalho. Ao encerrar a Reunião de Análise da Estratégia (RAE), Pinheiro Franco agradeceu a todos e aderiu aos elogios anteriormente formulados pelo vice-presidente da Corte. “É um trabalho de muitas cabeças e muitas mãos com sintonia fina nas descrições e metas estabelecidas”, disse o presidente. “Cumprimento a toda a equipe que se dispôs a ver o Planejamento Estratégico com os olhos de quem quer enxergar o melhor para o Judiciário de São Paulo. Esse é um documento de todos nós.” O CSM estava representado pelos desembargadores Luis Soares de Mello (vice-presidente), Ricardo Mair Anafe (corregedor-geral da Justiça), José Carlos Gonçalves Xavier de Aquino (decano), Guilherme Gonçalves Strenger (presidente da Seção de Direito Criminal) e Dimas Rubens Fonseca (presidente da Seção de Direito Privado), além do diretor da Escola Paulista da Magistratura, Luís Francisco Aguilar Cortez. Também participaram os juízes assessores da Presidência Rodrigo Nogueira, João Baptista Galhardo Júnior e Fernando Antonio Tasso (Gabinete Civil); Alexandre Andretta dos Santos e Gabriel Pires de Campos Sormani (Recursos Humanos); Gustavo Santini Teodoro (Tecnologia da Informação); Claudia Maria Chamorro Reberte Campaña e Juliana Amato Marzagão (Contratos); Claudia de Lima Menge e Roger Benites Pellicani (Assuntos Jurisdicionais); Iberê de Castro Dias e Luis Augusto Freire Teotônio (Designação de Magistrados); da vice-Presidência, Tom Alexandre Brandão; do Decanato, Egberto de Almeida Penido; da Corregedoria-Geral da Justiça Carla Themis Lagrotta Germano, Ricardo Dal Pizzol e José Marcelo Tossi Silva; da Seção de Direito Criminal, Sergio Hideo Okabayashi; da Seção de Direito Privado, Karina Ferraro Amarante Innocencio; da Seção de Direito Público Danilo Mansano Barioni e Maria Fernanda de Toledo Rodovalho e os secretários das oito Secretarias do TJSP, além dos servidores da Diretoria de Controle Interno e da Deplan. imprensatj@tjsp.jus.br           Siga o TJSP nas redes sociais:          www.facebook.com/tjspoficial          www.twitter.com/tjspoficial          www.youtube.com/tjspoficial          www.flickr.com/tjsp_oficial          www.instagram.com/tjspoficial
05/12/2020 (00:00)
Visitas no site:  2505087
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia